domingo, 22 de novembro de 2015

Febre dos livros de colorir

Os livros adultos para colorir chegaram no Brasil e já se tornaram febre entre os adultos.O psicólogo explica que a prática pode ajudar em diversos problemas, como ansiedade, estresse e até no Alzheimer. Na correria do dia a dia a gente fica tão estressada, às vezes, com os problemas que acontecem e, na hora em que você começa a se dedicar ao livro, acabam as preocupações, porque você está mais focada ali, então você não pensa mais nos outros problemas que tem.Sucesso no mundo todo, os livros de colorir viraram papo de adulto. Entre fotos de animais de estimação e comidas, agora é normal se deparar também com a arte dos seus amigos nas redes sociais. Em meio a tantas cores, formas e linhas, muita gente acaba se encantando com a novidade.Hoje, os livros de colorir já vendem milhões de cópias no mundo todo e, com tamanho sucesso, o mercado tem oferecido cada vez mais opções de desenhos inspirados em diversas temáticas, de forma que um número crescente de pessoas é impactado por essa tendência. Diante disso, dizer que não possui dotes artísticos não é mais uma desculpa para quem gosta de trabalhos manuais e se preocupa demais com a perfeição ou subestima suas próprias habilidades.Além de inspiração e beleza, as propostas dos livros de colorir também têm apresentado maior ousadia e mais foco na realidade da vida adulta, mas de uma maneira mais leve, que faz com que o ritmo cotidiano seja desacelerado e ninguém se sinta perdendo tempo ou dinheiro por isso. Os benefícios, sem dúvidas, são vários e justificam muito bem a atual cobiça por caixas de lápis de cor e giz de cera.Em meio à tanta tecnologia e tanta praticidade, voltamos a trabalhar habilidades que exigem paciênciae atenção e dedicação aos detalhes, pontos que são normalmente esquecidos na rotina atual das pessoas.Além dos benefícios que a atividade proporciona à pessoa como indivíduo, colorir esses livros para adultos também gera mais colaboração, troca de informações e socialização, pois a vontade de compartilhar o que foi feito e ver o que outras pessoas estão pintando e como estão fazendo isso se torna uma parte natural desse processo criativo Pode-se fazer essa troca de fotos dos desenhos através de redes sociais como Facebook e Instagram, além dos compartilhamentos entre amigos e conhecidos via Whatsapp e outros aplicativos de mensagem instantânea. Em vista disso, sem dúvidas esse tipo de atividade pode ser muito positiva para quem a exerce e vale a pena experimentar!